Letras das Músicas da Putos BRothers Band

Tá todo mundo Puto, BRother!
(Araújo & Passos)

Tá todo mundo Puto, BRother!
Tá todo mundo Puto, BRother!

Nunca mais eu vou dizer
Aquelas coisas, baby
Que eu disse há 10 mil anos atrás
Nunca mais eu vou acreditar em nada
Nada, nada, nada, nada
Publicado nos jornais
E a televisão continua deixando
Todo mundo burro
Muito burro, muito burro,
Muito burro demais

Não é Big, não é BRother
É mentira, mentira demais
Não é Big, mas é BRother
A Putos BRothers
Não te deixa pra trás

Tá todo mundo Puto, BRother!
Tá todo mundo Puto, BRother!

Agnaldo Araújo: voz/guitarras (base e solo)
Sylvio Passos: gaita/vocal
Adriano Araújo: baixo
André Lopes: bateria

Substancial
(Agnaldo Araújo)

Faça-se a luz, o som
O verbo, o violão
Deixe apenas a história
Desenhada na canção
E ela é substancial
Em nosso caminho
Como um sonho surreal
Pra fazer nosso destino

Na penumbra da noite
Ouve-se um blues ao longe
Mas está tão perto como a alma
Dentro do coração

O sabor do vinho é bem melhor
Na noite quando chega
Trás lembrança, inspiração
E antes que eu me esqueça
De ouvir Sérgio Sampaio
E o Maluco Beleza
Antes que a noite vá embora
E leve sua grandeza

Agnaldo Araújo: voz/guitarras (base e wah wah)
Sylvio Passos: gaita
Adriano Araújo: baixo
André Lopes: bateria

Um Blues para Raul
(Araújo & Passos)

E foi há muito tempo
Que você nos deixou pra trás
E tudo que aqui você fez
Sei que ninguém fará jamais

Sei que beberei, beberei
Lembrando de tempos atrás
Imaginando você no céu
E o nosso delírio não se desfaz

Porque eu também estarei no céu
Eu também estarei lá
Porque eu também estarei no céu
Nunca mais irei voltar

E quando minha hora chegar
Eu para trás não vou olhar
Nada terá nenhum valor
Nem vou lembrar do que restou

E aquela velha luz
Que me cobravam o tempo inteiro
Ninguém mais para seguir
Os meus longos e velhos passos

Porque eu também estarei no céu
Eu também estarei lá
Porque eu também estarei no céu
Nunca mais irei voltar

Agnaldo Araújo: voz/craviola aço de 6/guitarras
Sylvio Passos: gaita
Adriano Araújo: baixo/backing vocal
André Lopes: bateria

ELA VEM DE TREM
(Araújo & Passos)

Ela vem de trem
Ela vem de trem
Toda de marrom
Ela vem de trem

Ninguém sabe de onde ela vem
Ninguém sabe pra onde ela vai
Mas sempre vem de trem, baby
Com Jack Daniel’s na mão

Dizem que ela trás o alívio
Para todos os sofrimentos
Dizem que ela te leva
Para as caldeiras do inferno

Mas ninguém sabe de onde ela vem, nem pra onde vai
Só sabem que ela vem de trem
Sedutora, vem do além
Com sua linda roupa marrom
Trazendo uma garrafa de Bourbon
Mas ninguém sabe de onde ela vem, nem pra onde vai

Será que veio me buscar
Ou apenas dar um aviso
Me chamando pra embarcar
Com seu tenebroso apito?
Mas ninguém sabe de onde ela vem, nem pra onde vai

Agnaldo Araújo: voz/guitarras (base e solo)
Sylvio Passos: gaita/washboard
Adriano Araújo: baixo
André Lopes: bateria


FIM DE SEMANA

(Agnaldo Araújo)

Você me prende
Com seus laços imbatíveis
Apareceu assim
Com seus olhos indescritíveis

Mas eu posso apenas lembrar
Posso apenas lembrar
Do que foi será visível

Fim de semana
Amanhã será como um sonho
Destino sagrado, cravado em chamas de amor
Apenas visível em pensamentos

Coragem, verdade pra enfrentar
Histórias de Hollywood
como um filme, rever sua vida
Num fim de semana, num fim de semana

Fim de semana
Fim de semana
Fim de semana

Agnaldo Araújo: voz/guitarras (base e solo)
Sylvio Passos: gaita
Adriano Araújo: baixo
André Lopes: bateria


ROBERT JOHNSON BLUES

(Araújo & Passos)

Ele não queria a morte
Mas a morte o queria
Então o que fazer
Com a alma em agonia?

E foi lá na encruzilhada
Onde tudo começou
Com um violão a tocar um blues
“Sold His Soul”

Sob a luz de um luar
Na calada da noite
Uma estrela a brilhar
Apenas ele
A tocar um blues

E cantou seu sofrimento
Sua tristeza e solidão
Num gemido profundo
Vindo do coração

E deixou suas canções
Influenciou gerações
O Rei do Delta Blues
Pai do Rock and Roll

Agnaldo Araújo: voz/viola caipira base e slide/charango
Sylvio Passos: gaitas/jaw harp
Adriano Araújo: baixo
André Lopes: bateria


A BUSCA

(Erika Bet/Agnaldo Araújo)

Corro atrás de algo pra encontrar
Mas não sei onde buscar
E quanto mais perto
Mais se vai, mais se vai
Na minha cabeça ouço
Os acordes de um blues
Repetidamente, incessantemente
Num compasso assustador

Quanto mais eu me aproximo, mais se distancia
Quanto mais eu observo, mais desaparece
Já não sei mais se eu corro ou se aqui espero
A calmaria me atormenta
A medida que o caos me assusta

E o blues continua a tocar
Inquietantemente e cruel
Vai ver eu só precise de uma dose de whiskey
E um bom papo, talvez
Vai ver eu só precise de uma dose de whiskey
E um bom papo, talvez

E o blues continua a tocar
E o blues continua a tocar

Agnaldo Araújo: voz/craviola aço de 6/guitarra base e riffs/backing vocal
Sylvio Passos: gaita
Adriano Araújo: baixo
André Lopes: bateria
*Participação especial – Israel Che ‘Hendrix’: guitarra solo principal (gentilmente cedido pela Banda GANGSTER)

UMA NOVA CANÇÃO
(Sylvio Passos/Myrian Portes)

Eu só queria poder relaxar
Ficar numa boa. Descansar.
Minha cabeça está pesada
Com o peso do meu coração.
Tantas almas separadas
Tanta gente sem saber o que falar

Mas os pássaros estão cantando
Cantando uma nova canção
E os pássaros estão cantando
Cantando a solidão

Outro dia o sol se põe
Se esconde atrás da minha razão
Saciar minha sede
Te jogar numa rede
Desembrulhar a emoção
Tentando me salvar de mim mesmo
Sem medo da escuridão

Mas os pássaros estão cantando
Cantando uma nova canção
E os pássaros estão cantando
Cantando a solidão

Agnaldo Araújo: voz/guitarra
Sylvio Passos: gaita
Adriano Araújo: baixo/backing vocal/bateria

SOBRE A LUZ HÁ NATUREZA
(Araújo & Passos)

Escrevo, descrevo, o mundo
Fundo do sorriso meu
Doado sem dor
Pela luta do destino que faço

Escrevo, descrevo, o mundo
Fundo do sorriso meu
Sabendo que tenho, que está
E o que seria então? O que será?

Sobre a luz há natureza
Destino que se plantou
E ha muito tempo procurando
Entender o que eu sou

Sobre a luz um universo
E esse tal de rock and roll
Enxergo no caos a harmonia
exatamente como eu sou

Agnaldo Araújo: voz/guitarras (base e solo)
Sylvio Passos: gaita
Adriano Araújo: baixo/backing vocal
André Lopes: bateria


FUDEU!!!

(Putos BRothers Band)

Putos BRothers
Putos BRothers
Puta que pariu
Fudeu!!!

Sempre nos perguntamos
Onde tudo começa
Mas tudo nessa vida
Tem um fim

Putos BRothers
Putos BRothers
Puta que pariu
Fudeu!!!!

Esse disco no final
Do Lado B
O whiskey que acabamos de beber
E mesmo depois que tudo acabar
Alguma coisa nova
Ainda pode rolar

Putos BRothers
Putos BRothers
Puta que pariu
Fudeu!!!

Agnaldo Araújo: voz/guitarras (base e solo)/coral
Sylvio Passos: vocal/coral
Adriano Araújo: baixo/coral
André Lopes: bateria/coral
André Batalha/Aryzito/Aécio Prates/Alcides Canteli/Alemão da torre/Wau ‘poeta’ Marques/Dalte ‘bruxo’ Monteiro/Leonardo Mírio (Léo)/Rogério e Israel ‘Che Hendrix’ (Banda Gangster): coral

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s